Скачать
Lucas Badá

Расстояние

14,37 км

Набор высоты

461 м

Техническая сложность

Высокая

Потеря высоты

461 м

Макс. высота

773 м

Trailrank

56

Мин. подъем

430 м

Тип маршрута

Круговой

Время в движении

4 часов 15 минут

Время

14 часов 14 минут

Координаты

2561

Загружено

6 июля 2020 г.

Записано

июля 2020
Будьте первым, кто выразит признание
2 комментариев
Поделиться
-
-
773 м
430 м
14,37 км

Просмотрено 155 раз, скачано 5 раз

рядом с Rio Grande da Serra, São Paulo (Brazil)

Trilha da Ferradura, Paranapiacaba - SP.

Deixamos o carro estacionado no meio do mato no início da trilha Lago de Cristal, onde seria o ponto final da trilha ao fim da travessia, e de lá seguimos a pé o trecho de estrada que leva até a entrada da trilha Cachoeira da Fumaça, cerca de 2,5 Km adiante. Cinco e oito da manhã e a primeira missão era chegar na Fumaça pra pegar o nascer do sol às 6:48, - “tempo de sobra” achamos, mas com o preço de varar a mata à luz das cinco: breu total, porém com a ajuda da boa e velha lanterninha. A intenção era boa, mas estávamos errados sobre a posição onde o sol iria nascer, e ele ficou escondido por uma montanha +/- até as 11h kkkkk, mas garantimos o café de onde se avista o mar (paranapiacaba -bem minúsculo mesmo da pra ver Santos e o mar).

Seis quilômetros atrás mas oito ainda pela frente.

Fazer a travessia da Ferradura + Garganta começando pela Fumaça elevou um pouco o grau de dificuldade da trilha*, pois o apêndice até a Garganta do Diabo requer a descida pelo “Vale da Morte”, local de descida pelas rochas onde os degraus costumam ser mais altos com pedras maiores (e escorregadias) do que as já encontradas no caminho até aqui. Parece ser um prêmio não muito conquistado, talvez pela dificuldade do acesso, e também se nota pela qualidade da trilha com menos lixo e menos pegadas mas muito satisfatório por ser uma parte do percurso muito desafiadora com trechos até de escalada. *A Garganta do Diabo pode ser acessada tanto por quem começa pela Fumaça ou pelo Lago de Cristal, mas a treta é o tamanho da subida até o fim da trilha invertendo os sentidos Cristal_X_Fumaça.

Descendo um longo trecho entre a mata e as rochas e após passar as duas cachoeiras à esquerda da trilha, há ali um enorme paredão com queda d’água à direita de quem segue descendo a Fumaça. Decidi dar uma explorada nas rochas, e após uma pequena escalaminhada identifiquei uma trilha muito íngreme à direita do paredão que com atenção é possível seguir o trecho pouco utilizado e chegar nas quedas superiores desse paredão (mais duas cachoeiras de brinde). Como não sabia onde iria dar, não gravei este percurso no tracklog. Preciso voltar lá corrigir isso!

Seguindo a trilha abaixo, o próximo ponto de parada foi numa enorme pedra, que apelidamos de “Pedra Angular” kkkk em um ponto que parece ser a junção de três pontos da trilha: Lago de Cristal, Cacho.da Fumaça e Garganta do Diabo. A pedra é tão grande que esse ponto da trilha é facilmente identificável.

A descida para Garganta do Diabo é feita por um trecho chamado de Vale da Morte. Este trecho exige de você na descida e na subida, e acredito que tenha este nome por conta das pequenas ribanceiras que é preciso vencer para chegar na Garganta do Diabo. Por esta descida de rochas existem infinitos caminhos possíveis, e se você estiver na dúvida de por onde seguir, ou problemas no GPS, procure as rochas mais “gastas”, pois de certa forma, é fácil perceber por onde outras pessoas já passaram antes de você.

Vencendo o Vale da Morte é possível ver de cara a Garganta do Diabo, mas antes da face da Garganta, há à direita um paredão de rocha, que ao escala-lo te leva a uma trilha que contorna a Garganta, possibilitando uma contemplação ainda melhor e mais visual do local (infelizmente não achamos essa primeira entrada), seguimos mais abaixo da trilha, com trechos de escalada e demos de cara com um poço cheio de lindas rochas cobertas por fungos e outras para deitar entre o curso d’água. Foi onde decidimos fazer o almoço para recuperar o tranco pra fazer o retorno. Chegamos neste ponto da trilha ao meio dia em ponto, exaustão batendo à porta. Decidimos ficar ali até as 14h.

O trecklog que me baseei (obrigado Lucas Santana) e outros que consultei informavam que a descida para a Garganta era uma caminhada de 40 minutos. Não foi o nosso caso, acredito que as cargueiras elevaram um pouco esse percurso, e fizemos a descida em 1h30 e a subida em 2h. Particularmente, achei um dos pontos mais belos de toda travessia, pois é extremamente selvagem comparado com outros pontos da caminhada (borrachudos carregam você, mas além: flores, animais, água cristalina) com pontos de escalada (os quais eu curto muito) mas é preciso sim ter bastante atenção e cautela nestes trechos que não recebem seus nomes atoa.

Desmontamos o acampamento após breve descanso pós almoço e iniciamos nosso caminho de volta subindo por umas 2h até a “Pedra Angular” no início do Vale da Morte. Da pedra para cima demos uma boa diminuída no ritmo pois, particularmente, esta subida exigiu muito do físico, no nível de querer parar a cada meia hora. Mas esse sofrimento dura pouco, pelo menos até o Lago de Cristal, onde a trilha passa a ser mais horizontal que o percurso que fica para trás.

Obs geral do percurso dividido em etapas:

Trilha da cachoeira da Fumaça: nível fácil
Trilha descendo a Fumaça: nível médio
Trilha descendo o Vale da Morte: difícil
Trilha contorno Garganta do Diabo: muito difícil
Trilha subindo o Vale da Morte: nível técnico médio mas exige bastante das pernas.
Trilha Lago de cristal: fácil.

Data: 07/2020.

Boa trilha.
Водопад

Photo

Cachoeira da Fumaça vista de baixo.
Водопад

Photo

Cachoeira da Fumaça vista de baixo.
Водопад

Photo

Alguém sabe informar nome desta cachoeira?
Панорама

Photo

A descida da Fumaça fornece uma bela vista do caminho de pedras que vai se formando com o crescimento das montanhas subjacentes ao curso d’água que vem desde o Lago de Cristal.
Дерево

Photo

Detalhes da vida na Serra do Mar.
Река

Photo

Parte da descida para o Vale da Morte.
Река

Photo

A descida das águas pelo caminho de pedras formam infinitas cachoeiras e poços para banho durante o caminho.

2 комментариев

  • Фото Thallys Pereira

    Thallys Pereira 4 сент. 2020 г.

    Muito bem explicado parabéns

  • Фото NPossognolo

    NPossognolo 1 июн. 2021 г.

    Boa noite e obrigado por compartilhar. Uma informação, por favor. O local que vocês deixaram o carro é seguro?

    Valeu e boas caminhadas

Вы можете или этот маршрут